PROJETO PILOTO ACOMPANHA 10 PRODUTORES DE QUEIJO QUE SERÃO VITRINE NA DIVULGAÇÃO DO PRODUTO NA REGIÃO

24 de novembro de 2016 0
PROJETO PILOTO ACOMPANHA 10 PRODUTORES DE QUEIJO QUE SERÃO VITRINE NA DIVULGAÇÃO DO PRODUTO NA REGIÃO

O movimento pela regulamentação do queijo de Porteirinha e região continua acontecendo. Além dos cursos, capacitações, diagnósticos, formação da Associação Pró-Queijo, incentivos e acompanhamento técnico, mais um projeto está chegando para contribuir com a profissionalização dos queijeiros e melhor qualidade do produto. A FIEMG, em parceria com a Prefeitura de Porteirinha, Sebrae, Emater e agentes locais está promovendo um Projeto Piloto que acompanhará 10 produtores de queijo para se tornarem exemplos e serem vitrines para a divulgação do produto na região. A ideia é contribuir não só com a expansão do mercado, mas principalmente no estímulo aos outros queijeiros para se organizarem e se profissionalizarem ainda mais.

De forma espontânea, 10 produtores que já faziam parte do processo de legalização se candidataram para participar do projeto. Diversos profissionais estão envolvidos para garantir a realização de várias ações. A tecnóloga em Lácteos da FIEMG, Sra. Luciana Coutinho, está oferecendo uma consultoria personalizada aos participantes e o Sr. Leonardo, do Senar, está trabalhando os aspectos da Gestão de Negócios com os produtores.

A ação faz parte do conjunto de medidas para fortalecer os produtores locais. Além da FIEMG, da Prefeitura de Porteirinha, por meio do Espaço do Empreendedor e do Sebrae, os queijeiros também contam com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Vigilância Sanitária, Emater, entre outros parceiros. Recentemente, a Prefeitura contratou um médico veterinário que será responsável pela fiscalização dos produtos no município, além de orientar e contribuir na educação dos produtores. O profissional também está responsável pela implantação da certificação municipal, que vai possibilitar mais segurança aos consumidores E aos queijeiros que optarem pela qualidade na produção.

Deixe seu comentário »